Tirar visto para o Reino Unido é o sonho de muita gente. Mas independentemente do seu destino ser a Inglaterra, a Escócia, a Irlanda do Norte ou o País de Gales, você inevitavelmente vai esbarrar em alguns trâmites legais.

Porém, por mais chato que seja resolver essas questões mais burocráticas, elas são essenciais para você visitar, estudar ou mesmo morar em um desses países. E por receber tantas dúvidas sobre o assunto, reuni 4 dicas sobre esse tema que tanto causa confusão. Portanto, acompanhe este post até o fim e descubra o que você deve fazer para tirar visto para o Reino Unido!

1. Tipos de vistos

Primeiramente, que tal eu falar sobre os tipos de vistos disponíveis para você? Os mais comuns são para turistas e estudantes, mas quem vai visitar o Reino Unido em um período máximo de até 6 meses não necessita de um. Já para quem pretende estudar por lá, há duas opções:

  • Short-term study visa: para quem tem 18 anos ou mais e vai estudar entre 6 e 11 meses. Vale ressaltar que, para essa opção, não é necessário ser fluente em inglês e não é possível prorrogar sua estadia nem trabalhar.
  • Tier 4 (General) student visa: para quem tem 16 anos ou mais e fará um curso de qualquer duração. Contudo, é exigida fluência intermediária ou avançada em inglês provada pelo IELTS/TOEFL ou equivalente. Quem optar por esse modelo poderá estender sua estadia e trabalhar na maioria dos empregos de 10 a 20 horas semanais e em tempo integral no período de férias.

2. Documentos necessários para tirar visto para o Reino Unido

Os documentos necessários dependem da sua estadia e dos seus objetivos no país. No geral, os mais recorrentes são: passaporte, comprovante de renda que garanta que você tem como arcar com suas despesas pelo tempo em que ficará no Reino Unido, contato de parentes no Brasil, comprovante de acomodação, carta de aceite da escola ou universidade onde você vai estudar e certificado de proficiência em inglês.

3. A importância das informações biométricas

Ao fazer o requerimento do visto, você vai ceder suas informações biométricas como parte importante da solicitação. Esse processo acontece para atender aos requisitos da imigração, que vai reter seus informes em uma base de dados no Reino Unido por um período de 10 anos.

Caso você não queira ceder essas informações, seu pedido será negado. Por isso, compareça a um dos três centros de aplicação de vistos existentes no país — localizados no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Brasília — para suas impressões digitais serem escaneadas e você tirar fotografias atuais.

4. O passo a passo para solicitar o visto

O primeiro passo é preencher o pedido de visto on-line conforme seus planos e a categoria na qual você se encaixa, e em seguida, pagar a taxa de inscrição. Em seguida, você vai receber um e-mail com o número de identificação do seu pedido. Guarde-o para referências futuras!

Feito isso, é hora de juntar a comprovação do pagamento aos documentos solicitados e apresentá-los no centro de aplicação de vistos quando você precisar fornecer seus dados biométricos (os mesmos que falamos na dica anterior).

Em algumas situações, é possível que você compareça a uma entrevista. Se for o seu caso, não se preocupe que uma data será marcada e o dia será informado. Nessa entrevista, o cônsul responsável vai avaliar os seus motivos para ir ao Reino Unido, suas informações e os documentos apresentados. Depois disso, é só esperar pelo deferimento do seu pedido.

Uma dica importante é entrar com a solicitação pelo menos 3 meses antes de viajar. Isso garante uma boa margem de tempo para todo o processo, além de te permitir recorrer caso o visto seja negado.

E aí, dúvidas solucionadas? Saber essas informações sobre como tirar visto para o Reino Unido é essencial para que você tenha seu pedido aprovado e possa desfrutar de uma ótima experiência em uma cidade britânica.

Não deixe de visitar a nossa página com as empresas que realizam este tipo de serviço no Reino Unido.