Uma avaliação escolar não pode mensurar o valor de um aluno autista. O que aconteceu há poucos dias atrás no Reino Unido comprova isso de forma muito digna!

O aluno britânico de 11 anos Ben Twist, recebeu de suas professoras, uma carta após ser reprovado em sua escola. Na carta, elas afirmaram a Ben que suas virtudes vão além daquela avaliação escolar.

 

Descoberta do autismo

Quando Ben tinha 5 anos de idade, sua mãe, Gail Twist, recebeu o diagnóstico médico de que ele tinha autismo. Isso dificultava algumas coisas no dia a dia do garoto, como a interação social, a capacidade dele de se comunicar e em alguns aspectos sensoriais. Gail precisava ter bastante paciência para ensinar algumas coisas repetidamente até Ben aprender.

aluno autista

Ben Twist

Reprovação e valorização de um querido aluno autista

Depois que Ben foi reprovado em sua escola, a Lansbury Bridge, suas professoras, Jane Grecic e Ruth Clarkson, mandaram para ele uma carta garantindo sua tranquilidade, mesmo ao ser reprovado. Elas destacaram suas várias virtudes, impossíveis de serem medidas pela avaliação escolar. Essa atitude com seu aluno autista num mundo de pessoas narcisistas é muito digna!

Ben ficou emocionado e disse que nunca imaginou que alguém pudesse dizer tantas coisas bonitas sobre ele. Sua mãe não pôde deixar de compartilhar a carta no Twitter, e ela viajou o mundo através de diversas redes sociais. Gostaria de lê-la?

 

A carta

“Querido Ben,

Escrevemos para parabenizá-lo por sua atitude e pelo êxito em completar os SATs (exames).

Gil, Lynn, Angela, Steph e Anne trabalharam muito bem com você neste ano, e você fez progressos fabulosos.

Escrevemos para você e seus pais para comunicar os resultados dos testes.

Uma coisa muito importante que queremos que você entenda é que esses testes só medem uma pequena parte de você e de suas habilidades. Eles são importantes e você foi muito bem, mas o Ben Twist é feito de muitas outras habilidades e talentos que nós na Lansbury Bridge vemos e medimos de outras formas.

Outros talentos que você tem, e que esse teste não mede, incluem:

– Seus talentos artísticos.

– Sua habilidade de trabalhar em equipe.

– Sua independência cada vez maior.

– Sua bondade.

– Sua habilidade de expressar sua opinião.

– Suas habilidades esportivas.

– Sua habilidade para fazer e conservar amigos.

– Sua habilidade para discutir e avaliar seu próprio progresso.

– Seus talentos para design e construções.

– Sua habilidade musical.

Ficamos muito felizes por esses talentos e habilidades comporem a pessoa especial que você é, e essas são as coisas que medimos para ter certeza que você continua progredindo e se desenvolvendo como um jovem amável e brilhante. Parabéns, Ben, estamos muito orgulhosas de você.”

 

aluno autista

A carta da escola e o jovem aluno autista Ben Twist

 

As informações foram úteis? Quer saber mais sobre Londres? Baixe gratuitamente o e-book “Como morar em Londres: 6 passos para o sucesso“.