Ataques terroristas em Londres nos últimos 20 anos

ataques-terroristas-em-londres

MINI-CURSO GRÁTIS

7 Dicas Valiosas sobre Londres

Receba Grátis no seu email DICAS INDISPENSÁVEIS para sua estadia em Londres.

Quando se ouve a notícia de ataques terroristas em Londres sempre nos perguntamos do porquê que acontece.

Londres é uma das principais capitais do mundo e é parte importante da história mundial.

Infelizmente, outro ponto de atenção sobre a capital da Inglaterra é a quantidade de ataques terroristas em Londres e incêndios criminosos que a cidade sofre com uma frequência bem elevada.

E, apenas na história recente da virada do século XX para o XXI, tivemos, pelo menos 11 atentados, sendo que 9 deles aconteceram de 2013 para cá e 6 apenas em 2017.

Assim, fizemos uma linha do tempo para explicar as circunstâncias que explicam os ataques mais recentes a Londres:

Ataques Terroristas em Londres nos últimos 20 anos

Abril de 1999 – Ataque terrorista em Londres feito por um neonazista

 ataques terroristas em londres

O engenheiro David Copeland, de 22 anos, foi condenado no ano 2000 por ter matado 3 pessoas e ferido outras 139 em três explosões de bombas de pregos que ocorreram durante o mês de abril do ano de 1999.

Tendo recebido 6 sentenças de prisão perpétua por seus crimes, o autor pertencia a grupos neonazistas, segundo relatório ao The Independent.

Seus alvos eram negros, sul asiáticos e homossexuais que frequentavam os locais em que as bombas eram colocadas – como o seu último ataque em um bar LGBT no Soho, que deixou 3 mortos.

5 de Julho de 2005 – Ataque ao Metrô de Londres

 ataques terroristas em londres

Quatro terroristas suicidas com mochilas cheias de explosivos atacaram civis que viajavam nos metrôs de Londres – assim como em um ônibus de dois andares.

Foram mais de 50 mortos e centenas de feridos segundo um relatório divulgado pela BBC News.

Mohammad Sidique Khan (30), Shehzad Tanweer (22), Hasib Hussein (18) e Germaine Lindsay (19) foram os terroristas que realizaram os ataques que foram motivados pelo extremismo religioso.

Khan gravou um vídeo antes dos ataques, onde elogiava o fundador da Al Qaeda, o terrorista Osama Bin Laden, autor dos ataques às Torres Gêmeas em Nova Iorque.

22 de maio de 2013 – Assassinato de Lee Rigby

 ataques terroristas em londres

Dois extremistas islâmicos assassinaram o soldado britânico Lee Rigby, que era veterano da Guerra do Afeganistão, tendo como justificativa a vingança pela entrada da Inglaterra na Guerra onde milhares de afegãos morriam todos os dias, segundo relatório da ABC News.

Os assassinos Michael Adebolajo e Michael Adebowale atropelaram o soldado com um carro e depois o arrastaram para o meio da rua e o assassinaram com golpes de faca na frente de testemunhas.

Ambos foram condenados à prisão perpétua em dezembro de 2013.

5 de dezembro de 2015 – Ataque na Estação Leytonstone

 ataques terroristas em londres

Em novembro, Paris havia sido alvo de ataques terroristas, pouco tempo depois, na estação de metrô de Leytonstone, Muhaydin Mire, de 19 anos, foi preso por tentativa de homicídio depois de tentar esfaquear pessoas.

O ataque deixou um homem de 56 anos com lesões graves, mas não fatais, e uma segunda vítima teve ferimentos leves.

O homem, que era ex-motorista de Uber, tinha um histórico de problemas de saúde mental e, pouco antes do ataque, havia demonstrado interesse pelo grupo ISIS (ou EIIL – Estado Islâmico do Iraque e do Levante).

O autor dos ataques declarou-se culpado em 2016.

16 de junho de 2016 – Assassinato de Jo Cox

 ataques terroristas em londres

Jo Cox era membro do Parlamento Britânico e foi morta em plena luz do dia em uma reunião da prefeitura em uma biblioteca em West Yorkshire, uma semana antes do referendo de Brexit, de acordo com relatório da ABC News.

Thomas Mairr, o assassino, foi um defensor de longa data de uma organização neonazista que tinha suas bases nos Estados Unidos, e, hoje cumpre prisão perpétua pelo crime.

22 de março de 2017 – Ataque à Ponte de Westminster ataques terroristas em londres

Três pessoas foram mortas e outras 29 ficaram feridas depois que Khalid Masood atingiu pedestres e policiais na Westminster Bridge bem próximo ao Big Ben.

Após o seu carro cair na cerca em torno das Casas do Parlamento, ele atacou com uma faca um policial que guardava o Parlamento – logo em seguida sendo baleado pela polícia.

O ISIS assumiu a autoria do ataque e chamou Khalid de “um soldado do Estado Islâmico”.

23 de maio de 2017 – Atentado Suicida no Manchester Arena ataques terroristas em londres

O ISIS também viria a assumir a responsabilidade por este ataque onde 22 pessoas morreram e outras 59 ficaram feridas no Manchester Arena – onde, poucos minutos antes a cantora Ariana Grande havia feito show.

O ataque foi feito por um homem-bomba.

3 de junho de 2017 – Incidente no Borough Market e na London Bridgeataques terroristas em londres

Quase duas semanas se passaram do último ataque no Manchester Arena e a Polícia Metropolitana teve que responder a dois incidentes terroristas onde uma van atropelou pedestres na famosa London Bridge e relatos de esfaqueamento no Borough Market.

A Primeira Ministra Theresa May confirmou que ambos os incidentes estavam sendo tratados como possíveis ataques terroristas.

19 de junho de 2017 – Ataque à Mesquita de Finsbury Park

 ataques terroristas em londres

Uma pessoa morreu e outras 10 ficaram feridas depois que um homem atingiu com uma van uma multidão reunida após orações na mesquita na área de Finsbury Park.

O ataque ocorreu pouco depois de duas semanas dos incidentes anteriores e aconteceu após a meia-noite, atingindo religiosos muçulmanos guardado o jejum do Ramadan.

O Primeiro Ministro pronunciou-se contra os ataques ao mesmo tempo que o prefeito de Londres, Sadiq Khan chamou o incidente de um “horrível ataque terrorista”.

25 de agosto de 2017 – Assalto ao Palácio de Buckingham

 ataques terroristas em londres

Um homem de 26 anos foi preso perto do Palácio de Buckingan depois de agredir policiais.

De acordo com informações do Serviço de Polícia Metropolitana de Londres, o homem parou o carro às 20:35h em uma área restrita perto de um veículo policial.

Os policiais descobriram uma arma em seu veículo e foram prendê-lo – policiais e o homem sofreram leves ferimentos. O Serviço de Polícia Metropolitana anunciou que os detetives do Comando de Terrorismo estavam investigando o caso.

15 de setembro de 2017 – Ataque à Estação de Parsons Green

 ataques terroristas em londres

Uma explosão assustou diversas pessoas na estação de Parsons Green, em West London.

O dispositivo, uma bomba de fabricação caseira, não explodiu completamente e, apesar disso, 22 pessoas foram levadas com ferimentos leves.

Recentemente foi descoberto que um jovem iraquiano de 18 anos, Ahmed Hasan Mohamed Ali seria o suposto autor do atentado. As motivações eram vingança contra a Inglaterra por ter se envolvido na Guerra do Iraque – onde seus pais supostamente morreram.

Uma das muitas razões dos ataques terroristas em Londres são, em geral, como se pode perceber, motivados por posicionamentos políticos (entrada do país em guerras, como a do Iraque) e por motivos religiosos – além de Londres ser uma das principais capitais do mundo, o que a torna um alvo bastante visado por terroristas.

Em 2005, o brasileiro Jean Charles de Menezes foi assassinado pela polícia britânica depois de ser confundido com um terrorista em Londres, saiba os erros cometidos.

Que tal deixar um comentário abaixo com sua opinião? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais e de ficar de olho em mais novidades! Até a próxima!