As badaladas de um dos símbolos mais icônicos de Londres, o Big Ben, vão soar pela última vez ao meio dia do dia 21 de agosto, na próxima segunda-feira. Depois disso, quem quiser ouvir os sinos do relógio terá que esperar até 2021.

A medida foi necessária para garantir que os empregados envolvidos na reforma da Elizabeth Tower não corram o risco de ficarem surdos em função do som alto emitido pelas badaladas.  

O Big Ben marca as horas em Londres – praticamente sem interrupções – há 157 anos. A decisão de silenciar os sinos pode gerar alguma controvérsia, mas as autoridades parlamentares insistiram que a medida é realmente necessária em função da saúde e da segurança dos empregados trabalhando na reforma da torre histórica.

Reforma Elizabeth Tower

Um porta-voz informou que os mecânicos que fazem a manutenção do Big Ben normalmente usam protetores auriculares, mas eles ficam expostos aos sinos apenas por curtos períodos de tempo. Ele explicou que os empregados atuando na reforma irão passar muito mais horas na torre, portanto os protetores de ouvido não seriam a solução ideal, já que eles estarão num local muito alto e também terão que se comunicar entre eles.

O Big Ben foi silenciado pela última vez em função de uma manutenção em 2007, e anteriormente entre 1983 e 1985 por causa de uma reforma. O relógio, que pesa 13.7 toneladas, toca a cada hora e, a cada 15 minutos ocorrem mais badaladas.

Para que ele não soe durante esse período de 4 anos os sinos serão desconectados do relógio, assim o Big Ben continuará a marcar a hora mesmo em silêncio. O Big Ben irá tocar durante esse período apenas em datas comemorativas importantes, como o Ano Novo e o  Remembrance Sunday.

Foto destacada> Bruna Casotti || Foto post> Reprodução Google