Nem tudo o que tem acontecido após o histórico dia 23 de Junho é motivo de tristeza. Uma das boas e gratas surpresas após a vitória do Brexit foi a decisão tomada pela instituição bancária norte-americana Wells Fargo de se estabelecer em Londres. Sabemos disso por causa da notícia da compra da sede da instituição na capital londrina, que foi recebida com surpresa por alguns.

 

Compra inesperada e bem vinda

O prédio escolhido pelo banco dos EUA fica bem no centro de Londres, e custou 300 milhões de libras (cerca de 359,2 milhões de euros), a maior negociação imobiliária em Londres após o Brexit.

O valor, citado pelo The Wall Street Journal, foi negociado entre o banco da Califórnia e a promotora imobiliária HBReavis. O planejamento da obra é para que a construção dos escritórios do Wells Fargo termine no outono de 2017. A área de mais de 20 mil metros quadrados fica próxima do Banco da Inglaterra e do Rio Tâmisa.

 

Wells FargoOs planos do Wells Fargo após o Brexit

Hoje em dia a instituição bancária americana tem cerca de 850 funcionários em Londres. Eles trabalham em 4 locais diferentes. Sendo o banco mais valorizado no mercado norte-americano atualmente, o Wells Fargo quer manter seus representantes no Reino Unido trabalhando num só lugar, o que acontecerá em 2018. O prédio será chamado de 33 Central.

Sendo uma instituição financeira dos Estados Unidos, o Wells Fargo tem uma grande rede de subsidiárias de crédito pessoal, que se estende também ao Canadá e às Marianas Setentrionais.

A preocupação de que houvesse um grande rombo no ramo imobiliário em Londres tornou a decisão do banco americano algo inesperado. Porém, a grata surpresa faz com que os londrinos e outros que fazem da capital do Reino Unido sua moradia vejam o futuro financeiro da região de maneira mais promissora.

O fato é que a decisão de uma corporação de grandes proporções como o Wells Fargo estabiliza as perspectivas de todos os moradores de Londres.

 

As informações foram úteis? Quer saber mais sobre Londres? Baixe gratuitamente o e-book “Como morar em Londres: 6 passos para o sucesso“.