O British Museum, ou Museu Britânico entre nós, é uma Instituição com “I” maiúsculo. Ele cobre dois milhões de anos da história mundial e apenas em 2013 foi visitado por 6,5 milhões de pessoas em Londres: um record. E ele permanece importante porque está sempre inovando, adquirindo novas coleções e estabelecendo um vínculo forte com a sociedade em que está inserido. É um museu vivo. Um dos pontos turísticos de Londres mais visitado.

A boa notícia é que ele é de graça!
Apenas algumas mostras não permanentes são cobradas. Não é possível comprar ingressos online.

HORÁRIOS:

Diariamente, das 10h às 17h30.
Às sextas, fica aberto até as 20h30 e você pode curtir algumas atrações especiais, como eventos, exposições não permanentes e jantares. Para saber mais, confira a programação.

Dreceba no seu email

ebook grátis

17 dicas indispensáveis sobre londres

Super Dicas Valiosas para quem AMA a Terra da Rainha!

COMO CHEGAR

O endereço do museu é: Great Russell Street, WC1B 3DG. As estações de metrô mais perto são: Tottenham Court Road, Holborn, Russell Square e Goodge Street. Há diversos ônibus para o Centro também.

ROTEIROS

No site oficial, existe a opção de navegar por diversos roteiros e de marcar um horário para uma visita guiada. Entre as opções, você pode escolher por regiões do mundo, a saber: África, Américas, Ásia, Grã-Bretanha, Egito, Europa, Grécia, Japão, Oriente Médio, Pacífico e Roma.

BIBLIOTECA

Uma das particularidades do British Museum é que ele possui várias bibliotecas a que poucas pessoas têm acesso, por desconhecimento. É um acervo fenomenal, cujo catálogo está disponível online. Se você é pesquisador de antropologia, por exemplo, entre em contato com o Anthropology Library and Research Centre, através do email anthropologylibrary@britishmuseum.org. Há outras salas de leitura e departamentos para as coleções. Informe-se aqui.

VÍDEOS

O museu também educa através de vídeos. Veja este aqui sobre o deus Ganesha , na Índia, da mostra “Celebrating Ganesha”:

COLEÇÕES

Além das famosas coleções de sarcófagos egípcios e da “Rosetta stone”, chave para a decodificação de civilizações antigas (foto 5), o British Museum continua adquirindo obras. Recentemente, comprou duas impressões de Pablo Picasso ‑Still Life under the Lamp e acqueline Reading, de 1962,‑que estarão expostas até 6 de maio de 2014 na sala 90. Os recursos vêm do Arts Fund, que nos últimos cinco anos ajudou museus e galerias a adquirirem peças no valor de 26 milhões de libras.

british-museum-elondres-rosetta-stone

Sarcófagos egípcios e Rosetta Stone – Museu Britânico em Londres

ONDE COMER:

Há cafés e restaurantes dentro do museu, mas sinceramente não são as alternativas mais apetitosas que você irá encontrar. Escolha entre a casa de chá Tea and Tattle , o pub tradicional The Jack Horner  e o Museum Tavern, onde Karl Marx e sir Arthur Conan Doyle costumavam frequentar).

Site oficial: www.britishmuseum.org

 

Veja mais Pontos Turísticos de Londres.