A décima Conferência Europeia de Câncer de Mama trouxe um experimento animador para as mulheres. Cientistas da Universidade de Manchester apresentaram uma combinação de dois medicamentos que pode reduzir ou eliminar determinados tipos de câncer em apenas 11 dias. Isso significa que algumas mulheres não precisarão de quimioterapia durante o tratamento.

O novo método, no entanto, segue em fase de estudos embrionários. As drogas, testadas em 257 mulheres, atacam uma fraqueza específica encontrada em um a cada dez casos de câncer. Isso significa, de acordo com especialistas, um importante passo para cuidados sob medida para a doença.

O tratamento inglês combina os medicamentes trastuzumab e lapatibin. Ambos atacam a HER2, proteína que acelera o crescimento de alguns tumores de mama. O Herceptin age na superfície de células cangerígenas, enquanto o lapatinib consegue penetrar dentro da célula para “desligar” a HER2.

O estudo deu o tratamento a mulheres com tumores medindo entre 1 e 3 cm. Em menos de duas semanas de tratamento, o câncer desapareceu completamente em 11% dos casos, e em outros 17% ele ficou menor que cinco milímetros.

Três grupos foram criados para o experimento. O primeiro não tomou nenhuma das substâncias; o segundo recebeu apenas tratuzumab e o último grupo a combinação. De acordo com os cientistas, 87% das pessoas que pertenciam ao terceiro grupo demonstraram uma redução de células cancerosas. Em 28% dos casos a combinação causou uma “redução significativa” e em 11% deles o tumor simplesmente desapareceu completamente.

“Tumores sólidos desaparecerem em apenas 11 dias é uma coisa totalmente desconhecida atualmente. Por conta disso os resultados são comemorados, porque eles simplesmente são inacreditáveis de tão bons que são”, afirmou o professor Nigel Bunred, coordenador-chefe da pesquisa.

Com Agências Internacionais