Antes de montar o meu primeiro negócio pesquisei as razões pelas quais as novas empresas falham. As estatísticas não me preocuparam e o alto índice de empresas que falham no primeiro ano de existência, não me assustou nem um pouco. A principal razão para não me preocupar é que simplesmente não consegui encontrar uma fonte confiável para verificar se as estatísticas estavam corretas.

Por exemplo, 50% das novas empresas falham no primeiro ano, 95% falham dentro dos primeiros 5 anos, sendo que a chance de seu negócio sobreviver até 10 anos é de apenas 9%. Que tipo de pesquisa foi feita a fim de comprovar se estas estatísticas estão corretas? Eu não tenho a menor ideia. No entanto, depois de executar a prática de contabilidade bem-sucedida (www.verticeservices.com) durante os últimos 10 anos, gostaria de compartilhar com vocês dois pensamentos:

Dreceba no seu email

ebook grátis

17 dicas indispensáveis sobre londres

Super Dicas Valiosas para quem AMA a Terra da Rainha!

  1. Nós incorporamos cerca de 1.500 empresas no Reino Unido (entre 2007 e 2015). Destas 1.500, cerca de 300 estão ativas e negociando. Muitas empresas não estão fechadas, mas elas estão fora de atividade por várias razões. É importante notar que, em alguns casos, as pessoas vêm aos nossos escritórios com uma ideia de negócio, incorporam a empresa e mudam de ideia. Por esse motivo, é muito difícil demonstrar o quanto precisas são as estatísticas.
  2. Muitas vezes, essas estatísticas não incluem indivíduos que iniciam suas atividades como autônomos. Se esses fossem incluídos, o número de falências de empresas registradas, definitivamente diminuiria.

Sabemos também que o início e a gestão de um negócio não são para todos. Levei muitos anos para descobrir que ter uma boa ideia é importante, mas a implementação do negócio é 10 vezes mais importante. Há um certo número de processos nessa área, que você deve entender muito bem antes de iniciar uma empresa.

Eu sou uma pessoa de sorte, pois, além de fazer o que eu gosto, também tenho a oportunidade de ter muitos estudos de casos práticos na Vertice Services. Eu converso com empresários que dividem comigo as suas preocupações e realizações.

E assim, gostaria de compartilhar com você essas experiências destacando o que deve ser evitado se deseja iniciar um negócio.

Preparação individual

Você está realmente preparado para iniciar um negócio? Caso afirmativo deve estar totalmente comprometido antes de iniciá-lo. Algumas pessoas iniciam uma empresa, porque não querem trabalhar em tempo integral, não querem ter um patrão ou querem independência financeira. Se você quer liberdade, compre passagens de avião e saia de férias. O investimento em uma empresa não é um feriado a longo prazo. 87,8% dos executivos trabalham em média 15 horas por dia. O seu negócio se torna o seu chefe. Você não vê um centavo de seus rendimentos nos primeiros 3 anos. Alguns deles não verão um centavo depois de 5 anos e muitos deles nunca terão lucro.

Não quero assustá-lo, mas se você deseja abrir uma empresa, precisa ter certeza de que está 100% preparado mentalmente, fisicamente e emocionalmente. É preciso lembrar que, ser premiado como o melhor empregado do mês durante os últimos 3 meses consecutivos, não fará de você um bom empreendedor.

A empresa deve ter três capacidades profissionais principais: o visionário, o gerente e o administrador. Todos nós temos a capacidade de assumir esses papéis, no entanto, é importante descobrir em qual deles nos encaixamos melhor.  Se você é um visionário, você ainda precisa de um bom gestor (se o negócio está em crescimento), e um ótimo administrador (para controlar os processos, custos e o resultado financeiro). Um não substitui o outro, eles se complementam.

Tenho visto muitos negócios falharem, mesmo tendo obtido vendas suficientes para manter as portas abertas. Em outros casos, o empresário passou muito tempo gerenciando e fazendo o lado administrativo, esquecendo o conceito mais importante: a fim de ter um negócio, você deve vender seus produtos ou serviços. A empresa não mantém as portas abertas sem vendas.

A ideia certa no momento ou lugar errado

Algumas pessoas são tão visionárias e criativas que, não raro, os clientes em potencial não estão dispostos a comprar seus produtos ou serviços. A falta de tecnologia pode fazer um negócio falhar. Algumas pessoas viajam para outros países, tomam conhecimento de um modelo de negócio bem-sucedido e querem copiá-lo em seu próprio país. Às vezes, eles não entenderam realmente como funcionavam naqueles países.

Copiar um modelo do exterior não significa necessariamente que o mesmo modelo funcionará em seu país. Você deve analisar os fatores externos que podem afetar o início da sua empresa antes de abri-la. Dois pontos a considerar são:

Existe alguma regulamentação específica para o tipo de negócio que se pretende iniciar?

É legal esse tipo de atividade no país onde você deseja implantá-la?

Ideia ultrapassada

Algumas pessoas tentam iniciar uma empresa em áreas que estão decaindo ou que deixarão de existir. Por exemplo, as indústrias de mídias graváveis, publicação de jornais e acabamento fotográfico, têm forte concorrência com novas tecnologias e enfrentam mudanças nas exigências dos consumidores. Os jornais estão tentando se adaptar à mudança, criando versão digital de seu conteúdo.

Você precisa se certificar de que seu modelo de negócio não está sofrendo pressão das novas tecnologias ou demanda do consumidor. Os hábitos das pessoas mudam com frequência e você deve estar preparado para estas alterações.

Falta de financiamento inicial

Eu aconselho muitos clientes a poupar dinheiro, antes de começar o seu próprio negócio. A falta de financiamento pode levar ao encerramento de empresas. Um empresário pode estar tão animado sobre o novo empreendimento, que ele superestima a previsão de vendas e subestima as despesas e custos da empresa. Outros iniciam um negócio com um grande número de funcionários, que não existia na previsão durante a fase inicial. Em alguns casos, eles descobrem mais tarde que a empresa não possui fundos para novas aquisições.

Algumas empresas também sofrem com a sazonalidade. Uma minoria delas ainda precisa produzir duas vezes mais por ano, para cobrir os custos e despesas para o ano inteiro. Não estou dizendo que, se uma empresa sofre com a sazonalidade, não deva ser o seu negócio de escolha. O que estou afirmando é que não se esqueça de levar em consideração a sazonalidade. Se suas vendas diminuírem temporariamente, você tem duas opções:

  1. Diminuir os suas despesas e custos diretos e indiretos
  2. Encontrar um serviço ou produto para compensar a perda de vendas

O sócio errado

Na minha opinião, a escolha errada do sócio é o pior erro que você pode cometer quando quer iniciar um negócio, especialmente quando apenas um sócio irá investir seu dinheiro no novo empreendimento. Se apenas uma pessoa está investindo, apenas ela assume o risco de perder o seu dinheiro.

Já vi muitos casos em que o sócio não investidor, promete dedicar 100% do seu tempo para a empresa, mas simplesmente isso não acontece. Os indivíduos também têm diferentes objetivos pessoais, famílias e necessidades diferentes. Outra situação muito comum é um dos sócios estar 100% comprometido com o negócio e o outro não.

Os sócios devem compartilhar tantos objetivos e características comuns quanto possível. Outra maneira de evitar conflitos entre os parceiros é dividir a empresa em departamentos, tais como: departamento comercial, departamento operacional e departamento financeiro, e com cada parceiro dirigindo o seu departamento designado. A ideia é que um sócio possa ajudar em outros departamentos, mas só terá decisão final no seu próprio. Deve haver somente uma pessoa para tomar decisões em cada departamento.

Certifique-se de que você não só conhece bem o seu parceiro, mas também toda a sua família. É inacreditável quantas vezes eu já vi boas sociedades acabarem por que parentes envolveram-se no negócio. Por exemplo, o negócio pode ser não ganhar dinheiro no momento, mas um dos parceiros quer tirar dinheiro da empresa porque sua mulher quer tirar férias. A fim de evitar o conflito, o outro parceiro concorda, mas não quer. Na minha opinião, 80% das empresas falham por causa de problemas entre os sócios. Certifique-se de que você precisa definitivamente dessa parceria e que são parceiros compatíveis. Caso contrário, faça você mesmo.

Entrar no negócio com seu cônjuge

Um relacionamento romântico é muito diferente de uma sociedade. Há muitos casais que se entendem bem mutuamente e têm uma relação saudável, mas eles simplesmente não podem conduzir uma empresa juntos. Um casal pode trabalhar junto se souber separar sua vida pessoal da vida empresarial. Os casais que se associam são raros. Eles não trazem seus problemas pessoais para o escritório, assim como não levam problemas da empresa para a sua casa.

Se o seu parceiro está desempregado, você deve evitar oferecer a ele um emprego. Se é para poupar dinheiro ou para ajuda-lo, ser o seu chefe, pode ser complicado. Imagine se vocês venham a se separar. Também já vi alguns empresários que fazem o seu cônjuge um sócio. Lembre-se, um negócio é uma entidade legal, e seu parceiro só deverá ser acionista da empresa, se participar ativamente da mesma ou que tenha nela investido.

Crescendo rápido demais

Algumas empresas falham por causa do seu desequilíbrio econômico.Overtrading muitas vezes acontece, quando uma empresa cresce suas operações de forma muito agressiva. Empresas Overtraded entram em um ciclo negativo de capital, quando um aumento de despesas com juros, afeta negativamente a rentabilidade da empresa, que acarreta uma redução de seu capital de giro. Isto obriga a aumentar os empréstimos, que por sua vez acarretam mais juros e o ciclo continua. Empresas que necessitam comprar e manter um estoque alto e caro, devem pagar o fornecedor antes de receber o respectivo faturamento das vendas, também podem sofrer de overtrading. Estas empresas devem ter ou levantar capital de giro suficiente, a fim de evitar enfrentar problemas de liquidez que poderia, finalmente, fechar o negócio. Um dos instrumentos financeiros disponíveis no mercado é o que chamamos de desconto na fatura. Uma solução mais simples, porém, é receber o dinheiro da venda de seu negócio antes de pagar seus fornecedores.

Trabalho em equipe ruim

Algumas empresas falham porque seu proprietário se foca em pessoas sem experiência. Ter uma equipe sólida poderia ser o tesouro de sua empresa. Algumas pessoas dizem ser experientes e competentes, porém, não são. Às vezes, pode levar algum tempo para perceber que empregou a pessoa errada. Se você não acordar a tempo, o seu negócio pode realmente sofrer consequências. Conheço empresas que fecharam por causa de funcionários que roubaram seu dinheiro. Tenha cuidado ao contratar novos funcionários – especialmente em empresas que estão no setor financeiro. Uma equipe de trabalho ruim pode ser prejudicial para a sua empresa, enquanto uma de confiança, pode fazê-la prosperar.

Nenhuma exigência do mercado

Ter clientes é a única maneira de seu negócio ter chance de sobreviver. Tenho clientes com um modelo de negócio bem implementado e que falhou, porque simplesmente não tinham clientes. Mesmo tentando diferentes estratégias de vendas para adquirir novos clientes, eles simplesmente não obtiveram êxito. O mercado deve estar pronto para comprar seus produtos ou serviços.

Preço errado

Algumas empresas falham porque o preço do produto ou serviço é muito valorizado. O preço de qualquer produto ou serviço, deve ser idealmente o que os indivíduos ou as empresas estão querendo pagar. O produto deve ter um preço que corresponda ao “valor acrescentado” que trazem para os seus consumidores. Calcule a sua estratégia de preços errada e seu negócio estará fora do mercado. Três razões pelas quais um cálculo de preço impreciso pode ser prejudicial:

  • O preço não cobre o custo total direto e indireto. A contribuição marginal de quaisquer vendas (contribuição marginal = vendas – Custo direto total), deve ser sempre positivo. Além da contribuição marginal, qualquer empresa tem despesas gerais, e a contribuição marginal total mensal dos produtos / serviços vendidos, devem também contribuir positivamente para pagar essas despesas gerais.
  • Quando você está vendendo um produto ou serviço, não se esqueça de que, se o seu negócio é registrado VAT, o montante do VAT deverá ser deduzido antes de calcular a contribuição marginal do produto. 20% menos poderia fazer um enorme impacto na sua rentabilidade do negócio.
  • O cálculo do preço foi preparado de baixo para cima. Para ser claro, algumas empresas começaram a calcular os custos diretos e indiretos de um produto, repartindo as despesas e somando uma majoração. Não estou dizendo que o cálculo está errado. Mas uma análise de concorrência de preços deve ser feita, a fim de comparar seu preço de mercado com outros produtos similares. Se a sua empresa está oferecendo um produto que é mais caro do que o outro já disponível no mercado, você precisa ter certeza de que haverá algo muito particular no seu produto ou serviço para compensar, cobrando um preço mais caro. Os preços devem ser aumentados ao longo do tempo, com despesas e custos comerciais que também aumentam com frequência. Certifique-se de que a inexistência de aumento de preços poderia afetar sua rentabilidade do negócio. Tenha cuidado com descontos de vendas. Evite perder dinheiro em uma venda em que a única pessoa a ser feliz é o consumidor.

Falta de propaganda ou marketing
Imagine a organização de uma festa de aniversário. Você deseja uma festa incrível e que todos tenham um grande momento. Seleciona o melhor organizador, escolhe o melhor lugar para sediar a festa, com os melhores garçons que encontrou no mercado. A festa começa e adivinhem? Você esqueceu de enviar os convites para seus amigos. O resultado? Uma festa vazia. Isto é o que acontece quando você contrata o melhor gerente de negócio. Você tem os melhores funcionários e sua empresa está bem localizada, porém, não a promoveu à clientes em potencial. O marketing deve ser visto como um investimento e não como despesa. Você deve falar sobre o seu negócio o quanto puder. Se você não é um vendedor ou não gosta de vender, certifique-se de contratar um bom vendedor. Não basta copiar estratégias de marketing existentes. Há empresas que falharam por tentarem aplicar a mesma estratégia de marketing que deu certo para outras empresas. Você deve pensar como um corretor da bolsa. O que eles fazem a fim de repartir os riscos e maximizar os seus ganhos? Eles costumam comprar ações de diferentes empresas, a fim de ver qual delas está trabalhando de acordo com a sua expectativa financeira. Aplique o mesmo conceito em sua empresa para experimentar diferentes canais de marketing, e decidir quais obterão os melhores resultados.

Controle financeiro rudimentar

O que mantém um negócio aberto é a quantidade de dinheiro que a empresa acumula. Quando o negócio cresce, o lucro deve ser investido. Um controle financeiro deficiente pode levar ao seu fechamento. Há empresas com bons rendimentos em vendas, mas tiveram que fechar. Um negócio que tem £ 1,2 milhões em vendas e £ 1.230.000 nos custos e despesas, não está fazendo um lucro. Se você não gosta de controle financeiro, designe essa tarefa a alguém que saiba o que fazer. Nós preparamos uma folha de lucro mensal, perda e fluxo de caixa muito simples para entender a situação financeira da empresa. Contas a pagar e contas a receber devem ser muito bem controladas, afim de minimizar as perdas comerciais.

Não poupar dinheiro suficiente

Tenho visto planos de negócios em que o proprietário da empresa incluiu um enorme salário ou dividendos. Esta é uma receita para o desastre. Outro exemplo é quando a empresa não vendeu ainda uma unidade e o diretor quer ter um salário.

Tecnologia ultrapassada

Uma empresa pode falhar porque o seu proprietário não adaptou seu negócio para as mudanças tecnológicas, especialmente no mercado online digital. Algumas empresas estão vendendo muito desse modo, já que o consumidor não teme fazer compras online. Vale a pena notar que alguns dos meus clientes distribuidores fecharam seus negócios, pois seus clientes estão agora negociando diretamente com seus consumidores. Você deve certificar-se que sua empresa tem uma presença online.

Falta de planejamento

Benjamin Franklin disse uma vez:

“Se você falha em planejar, você está planejando falhar.”

O erro mais comum que as pessoas cometem com empresas é com a falta de planejamento. Uma empresa nova deve ser muito bem planejada antes do seu lançamento. Um plano de negócios deve ser preparado antes de se comprometer tempo e dinheiro para um novo projeto. Eu não quero entrar em muitos detalhes, porque o plano de negócios pode ser um tema a ser trabalhado individualmente, mas você deve ter certeza de que entende o seu modelo de negócio muito bem, que preparou uma análise de mercado competitivo, que sabe do seu marketing e estratégia de vendas e, finalmente, sabe quantas pessoas você deve empregar. Sempre prepare as declarações de previsão de vendas, lucro, perda e fluxo de caixa da empresa.

Se você quiser aumentar suas chances de ter um negócio bem-sucedido, deve preparar um bom plano de negócios.

Suas chances de sucesso irão aumentar para 76,5%. Se você quiser aumentá-las para 100%, por favor, leia este artigo novamente.

__
Para dúvidas ou comentários sobre o artigo acima, por favor, envie um e-mail para Rodolfo.b@verticeservices.com

Saiba mais sobre a empresa clicando aqui.

As informações foram úteis? Deixe nos comentários. Não esqueça de baixar gratuitamente o e-book “Como morar em Londres: 6 passos para o sucesso“.