A segunda-feira foi de mudanças no cenário político britânico. A desistência da candidata Andrea Leadsom pela liderança do Partido Conservador, que trabalhou pela votação do Brexit, fez com que Theresa May se tornasse a única concorrente ao cargo do primeiro-ministro David Cameron. Com a decisão da ministra de Energia, May, que já tinha a maioria do apoio dentro da legenda, tornou-se a única candidata ao cargo.

“Amanhã, irei liderar minha última reunião de gabinete. E, após isso, espero entregar minha renúncia”, declarou Cameron a jornalistas. O primeiro-ministro anunciou no dia 24 de junho que deixaria o cargo após ser derrotado no referendo realizado no dia anterior. “Não vamos ter uma campanha eleitoral prolongada. Acho que Leadsom tomou a decisão certa de se retirar”, disse Cameron.

O premier ainda elogiou sua sucessora. “[May] é forte, competente e mais do que capaz da liderança que o país irá necessitar nos próximos anos.” Com May, o Reino Unido voltará a ser governado por uma primeira-ministra mulher, cerca de 26 anos após a conservadora Margaret Thatcher, que liderou os britânicos entre 1979 e 1990.

Você tem acesso a mais notícias sobre Londres e Reino Unido clicando aqui.

Com agências internacionais

As informações foram úteis? Quer saber mais sobre Londres? Baixe gratuitamente o e-book “Como morar em Londres: 6 passos para o sucesso“.