Em setembro visitei a exposição “Fashioning a Reign – 90 Years of Style from The Queen’s Wardrobe”, que acontece até o dia 02 de outubro nos apartamentos de estado do Palácio de Buckingham e depois segue para o Castelo de Windsor. A mostra conta com 150 looks, entre vestidos e conjuntos usados pela rainha Elizabeth II ao longo de sua vida, começando pelo traje do seu batizado, passando pelo vestido de noiva e o de sua coroação em 1953, até chegar ao icônico casaco e chapéu verde usado nas comemorações dos seus 90 anos.

Além de todo o luxo e história do Palácio de Buckingham sai da mostra maravilhada com o mix de luxo e discrição dos modelos e pensando nas características da moda, que consegue ser efêmera e cíclica ao mesmo tempo. A moda é passageira, mas ela sempre volta repaginada, e entre tecidos, texturas e cores percebi que muito do que vi lá está entre as principais tendências do momento.

Veludo, tweed, bordados, brilhos, transparências discretas e modelagens comportadas. Nós podemos nos inspirar no guarda roupas real combinando o que já temos no nosso próprio guarda roupas com as principais tendências que estão nas vitrines das grandes marcas, mas principalmente nas araras do grande fast fashion aqui em Londres. Oxford e Regent Street que nos aguardem!

dicas-de-londres

Norman Hartnell foi o primeiro estilista e costureiro da Rainha Elizabeth II e criou este vestido para a premiere do filme ‘The Battle of River Plate’ em 1956, que aconteceu na Leicester Square e onde a rainha conheceu Marilyn Monroe.

O que podemos ‘copiar’ desse modelo? O tecido utilizado, veludo, e o decote ombro a ombro estão entre as top trends do momento! Você pode encontrar tecido + decote juntos no mesmo modelo ou ‘separados’. Há diversos modelos em veludo, até mesmo as mini mochilas que estão substituindo as bolsas nessa temporada. Da mesma forma acontece com o decote ombro a ombro, que pode ser visto em diferentes tecidos, em tops, vestidos e macacões.

dicas-de-londres

Parece um vestido, mas na verdade é um conjunto e foi usado pela rainha diversas vezes durante a comemoração do Jubileu de Prata, quando completou 25 anos de reinado. O modelo foi todo inspirado nas tendências dos anos 70. Para começar ele é um conjunto e conjuntos estão muito em alta. Além disso todos os elementos que compõem o modelo são tendência: a estampa floral, a cor verde, a gola alta com amarração em laço e a silhueta feminina bem marcada.

O floral e folhagens em diferentes tamanhos foram as estampas mais trabalhadas na coleção de primavera verão 16 e tendem a continuar no outono inverno 16/17. O verde tem aparecido em diferentes tons na cartela de cores do outono e as golas com maxi laços são tendência forte e atualizam as modelagens de camisas em tecidos leves, uma ótima opção para os looks de trabalho.

dicas-de-londres

O icônico vestido criado para a abertura dos Jogos Olímpicos de 2012 é um dos pontos altos da mostra e tanto a renda como o efeito plissado estão muito fortes na cena atual do varejo, que inclusive mesclou esse dois elementos em várias marcas e podemos encontrar facilmente saias de comprimento midi em renda plissada.

Para deixar o look menos formal você pode combinar com camisetas básicas e até mesmo tênis. A renda é outro elemento forte e tendência certa encontrada em praticamente todas as lojas e em diversos modelos, de tops à vestidos.

dicas-de-londres

O coat em tweed claro bordado com linhas metálicas é um dos meus looks favoritos da mostra. O casaqueto de tweed é um clássico em coleções de grandes marcas, como a Chanel, e esse ano ele aparece forte também nas coleções de inverno 16/17 do fast fashion. O mais interessante é que entre as trends atuais o tweed tem aparecido mesclando seu tradicional algodão a fios metálicos, bem semelhante ao modelo real da foto.

dicas-de-londres

Terminamos nosso tour pelo guarda roupas real em grande estilo citando os vestidos com ricos bordados, em sua maioria utilizando elementos florais, que foram usados em tantos eventos, sobretudo no casamento da rainha com o príncipe Philip em 1947 e em sua coroação em 1953 (Vestido que é o ponto mais alto da exposição. Eu fiquei parada em frente ao modelo tentando guardar na memória cada detalhe, já que não é possível fotografar nada).

Esse vestido teve participação especial de sua majestade em sua concepção. Foi ideia dela colocar emblemas florais nacionais dos países da Commonwealth: A Rosa de Tudor inglesa, o cardo escocês, o alho-porro galês, o trevo irlandês, a acacia australiana, a folha de bordo canadense, a samambaia prateada neozelandesa, a protea sul-africana, a flor-de- lótus da Índia e o ceilão, trigo, algodão e juta do Paquistão. História a parte, especialmente nas lojas em torno da Oxford Circus tem sido fácil encontrar vestidos curtos e tops bordados com motivos florais.

Você pode mesclar esses tops ao seu jeans skinny ou mini saia de couro e sandálias de salto alto e estará pronta para a balada ou um jantar.

Texto de Taís Rolim
www.trend2.com.br
Visite o Facebook

 

Créditos das fotos

Imagens dos vestidos da exposição:

www.vogue.co.uk/gallery/suzy-on- the-queens- wardrobe-exhibition

www.royalcollection.org.uk/collection/themes/exhibitions/fashioning-a- reign/buckingham-palace/day-dress-and-hat

Demais imagens: Taís Rolim