O privilégio de morar em Londres vai muito além da variedade de bares e restaurantes, do bom gosto das lojas e das oportunidades de trabalho e estudo. Morar aqui te permite estar em contato constante com a arte e tudo o que está sendo produzido ao redor do mundo. E foi assim que descobri a exposição “The Art of the Brick” (A Arte de Construir) que está em cartaz na Old Truman Brewery Gallery no bairro de Bricklane. Você pode visitá-la de 26 de setembro de 2014 até 4 de janeiro de 2015.

O artista americano Nathan Sawaya apresenta oitenta esculturas de Lego feitas com mais de 1 milhão de peças. Além da impressionante mistura de cores e do seu minucioso trabalho, ele nos deixa bonitas mensagens ao longo do espaço, despertando os sentimentos e a inspiração dos visitantes.

As obras estão divididas em 9 sessões diferentes e relacionadas com seus respectivos títulos.

1. Ancient Art (Arte Antiga) reproduz esculturas famosas de arte antiga como “Davi” de Michelangelo, “O Pensador” de Rodin e a famosa Vênus de Milo.

Na seguinte sala, podemos ver a reprodução de pinturas famosas como “A Monalisa” de Leonardo da Vinci ou “A noite estrelada” de Van Gogh. Detalhe para a imensa escultura que reproduz a obra “O Beijo” do austríaco Gustav Klimt.

2. Artist’s Studio (O Estúdio do Artista) nos traz uma bonita mensagem: o uso da imaginação.

“Crie o que você vê. Crie o que você sente. Crie o que você nunca viu”.

Aqui podemos ver a recriação de um escritório com alguns desenhos, ainda 2 maçãs e 2 peças de xadrez. A mão que atravessa o computador mostra a invasão da tecnologia nas nossas vidas e a palavra YES escrita por um lápis gigante representa o sonho de Nathan, em ter um super lápis para conseguir escrever no teto.

3. “Across The Universe” (Através do Universo) tem o objetivo de despertar nas crianças o interesse pelas ciências e pela música. Os globos  como a Terra, o Sol e o Sistema Solar apresentam sua evolução enquanto artista (devido a dificuldade de desenhar uma esfera).

Mas nessa sala as atenções se voltam para o Violoncelo composto de 7.695 peças (sim, as placas indicativas e explicativas apresentam o tamanho do objeto e a quantidade de peças utilizadas) e para a nota musical azul. Essa nota, segundo Nathan, foi inspiração após ver uma artista tocar tão bem seu instrumento que parecia ter se transformado na própria nota musical.

4. “Blue” (Azul) – A impressionante obra de peças de Lego azul foi construída sobre um vidro para que refletisse sua imagem, assim o visitante sente como se o objeto estivesse atravessando e nadando contra uma corrente. Assim é a mensagem de Blue para todos.

“Nade contra a corrente! Siga o seu próprio caminho! Encontre a coragem dentro de você”

5. “Human Expression” (Expressão Humana) – Medo, alegria, surpresa, o amor, a velhice e as diferenças são representadas nas salas seguintes. Interessantes são as histórias contadas por ele para exemplificar o significado de suas obras. Como no semáforo com as 3 caras “Parar, olhar e viver”, aonde ele explica que era o slogan que ensinaram a ele na escola e sempre cruzava a rua imaginando os rostos olhando em sua direção.

Merece destaque a sua “obra mais famosa” denominada YELLOW (Amarelo). A obra de 11.014 peças representa a dificuldade que temos de “abrir-se para o mundo” e a metamorfose do artista através dos seus dias de produção.

6. “Human Condition” (Condição Humana) – Em suas análises sobre a existência humana, essa sala traz diferentes esculturas e duas apresentações de vídeo. As obras representam a luta diária contra as forças negativas que “te puxam” para trás, as “máscaras” que precisamos colocar para viver em sociedade e o quanto as vezes doamos tanto de nós mesmos que nos sentimos “incompletos” (a construção dessa obra pode ser vista em um dos vídeos).

 

7. Dinosaurium (Dinossauro) – Nathan pensou em criar essa sala especial e personalizada para as crianças. Como montar uma exposição com peças infantis sem pensar em algo que elas adorariam ver?

8. Portrait Room (Sala dos Porta-retratos) – Repleta de porta-retratos, é possível identificar com apenas 3 cores de peças, o retrato de Janis Joplin e Jimi Hendrix, por exemplo. A sala termina com o símbolo mundial da paz.

9. British Room (Sala Britânica) – E por que não terminar essa exposicão em Londres com uma homenagem aos Britânicos? Uma sala dedicada a ícones que representam a Inglaterra – como a famosa Cabine Vermelha, o grupo musical “Os Beatles” e a banda moda do momento “One Direction”. Na saída ainda é possível brincar, jogar video game e construir com suas próprias peças de Lego.

Quer conferir essa exposição? Então anote o endereço abaixo.

The Art of the Brick
91 Brick Lane, London, E1 6QL
Metro: Liverpool Street Station
Trem: Shoredith High Street Station
Ônibus: 8, 26, 35, 47, 48, 55, 57. 78, 149, 242, 243, 388
Horário: Domingo a Quarta-feira: 10:00 – 18:00 (última entrada 17:00).
Quinta-feira: 10:00 – 20:00 (última entrada 07:00).
Sexta e Sábado: 10:00 – 19:00
Preço: Adultos (a partir de £14,50) / Crianças (a partir de £8)
Site para comprar ingressos.