O famoso porco voador do Pink Floyd entrou em ação no dia primeiro de setembro. Ao invés da usina de Battersea, imortalizado na capa do álbum Animals, o suíno “voou” no Victoria & Albert Museum, em Londres. A aparição celebrou o anúncio da exposição que comemora 50 anos do lançamento do primeiro single do Pink Floyd, “Arnold Layne“. A mostra The Pink Floyd Exhibition: Their Mortal Remains, no entanto, será aberta ao público em maio de 2017.

O diretor do Victoria & Albert Museum, Martin Roth, em entrevista à rede BBC, afirmou que os integrantes do Pink Floyd “foram pioneiros a unir som e imagem, desde as primeiras apresentações no anos 60, passando pelos grandes shows em estádios e também pelas capas dos seus discos”.

De acordo com os organizadores, serão apresentadas mais de 350 peças juntamente com um espetáculo de luzes e, claro, som. Entre as raridades estarão filmagens de shows, instrumentos utilizados pela banda, posters e letras escritas à mão, entre outros.

Apesar da data distante, já é possível garantir os ingressos. Os preços variam entre 9 e 57 libras. A exposição ficará aberta ao público até outubro de 2017.