Apontado por especialistas como o provável próximo primeiro-ministro no lugar de David Cameron, Boris Johnson concedeu entrevista coletiva no final da manhã desta sexta-feira para comentar a vitória do Brexit no referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia. Johnson foi o líder da campanha para deixar o bloco.

O ex-prefeito de Londres reforçou a ideia de retomar o controle do país e disse que o povo britânico não se torna menos unido por causa da decisão, apesar da apertada votação (51.9% contra 48.1%), o que constrasta com a intenção da Primeira-Ministra da Escócia em se manter no bloco europeu e abrir novo referendo para que o país deixe o reino Unido.

Boris abriu o discurso elogiando David Cameron, sua coragem por ter convocado o referendo e dizendo que o político é “um homem corajoso e de princípios, que representou bem seu país por muito anos”. Com o Brexit, a partir de agora, “podemos aprovar nossas leis e ajustar nossos impostos de acordo com a necessidade da economia do Reino Unido”, afirmou o ex-prefeito.

Boris garante que o país não deve “virar as costas à Europa”, e que “nossos filhos e netos continuarão a ter um grande futuro na Europa”. A paciência para uma transição foi também foi destaque. “Tendo votado para deixar a UE, é vital destacar que agora não há necessidade para pressa”.

As informações foram úteis? Quer saber mais sobre Londres? Baixe gratuitamente o e-book “Como morar em Londres: 6 passos para o sucesso“.