Após oito anos, Boris Johnson deixará o cargo de prefeito de Londres. O próximo a ocupar o cargo será conhecido nesta quinta-feira (5 de maio). Entre os 12 candidatos, destaque para a disputa entre Sadiq Khan, do Partido Trabalhista, e Zac Goldsmith, do Partido Conservador. Os pontos de votação estarão abertos das 7h às 22h (veja onde votar clicando aqui). No mesmo dia serão eleitos os 25 membros da Assembleia de Londres, que examina o trabalho do prefeito.

Filho de imigrantes paquistaneses, o muçulmano Sadiq Khan (na foto, à esquerda) tem 46 anos e é advogado especializado em Direitos Humanos. Ele é considerado favorito no pleito. No dia 21 de abril o instituto YouGov colocava o candidato com 16% a mais de votos que seu principal oponente. Goldsmith, 41 anos, é judeu e pertence a uma família milionária.

O plano de governo dos dois, obviamente, diverge em vários pontos. Khan é contra a saída do Reino Unido da União Europeia (o referendo acontece dia 23 de junho). Goldsmith é a favor.

Nas principais plataformas apresentadas por Khan, destaque para o cancelamento dos preços do transporte por quatro anos e a briga por preços justos de moradia. Goldsmith, por sua vez, promete congelar o preço do Council Tax por quatro anos, além de reforçar o policiamento no metrô e construir 50 mil casas até 2020.

Polêmica

Algumas polêmicas marcaram a disputa entre os principais candidatos. Na principal delas Goldsmith acusou Khan de estar ao lado de extremistas islâmicos, enquanto Khan acusou Goldsmith de islamofobia.

Verdade é que se as pesquisas se confirmarem, Londres terá um prefeito muçulmano primeira vez em sua história.

Os demais concorrentes

Sian Berry, Green Party of England and Wales

David Furness, British National Party

George Galloway, Respect Party

Paul Golding, Britain First

Lee Harris, Cannabis Is Safer Than Alcohol

Ankit Love, One Love Party

Caroline Pidgeon, Liberal Democrats

Sophie Walker, Women’s Equality Party

Peter Whittle, UK Independent Party

Prince Zylinski, Independent