Nós sabemos que os brasileiros têm muitas dúvidas nas leis de imigração britânica e nós estamos sempre aqui para ajudá-los!

Por isso, estamos sempre atualizados com as mudanças que ocorrem nelas. Hoje reunimos algumas e vamos compartilhar aqui com vocês.

Bom, as mudanças nas regras de imigração estão sendo declaradas a partir do dia 16 de outubro de 2014 e estão previstas para serem implementadas e entrarem em vigor até o dia 1º de janeiro de 2015.

Vamos começar com algumas:

Entrevista presencial para solicitantes do Tier 4
Se você for aplicar para o visto Tier 4, você agora pode ser solicitado a participar de uma entrevista no momento em que for submeter sua aplicação e suas informações biométricas. A entrevista tem foco em saber os motivos da sua permanência no Reino Unido e o Home Office vai considerá-la no momento de decisão do seu visto, junto com outros documentos. Você também pode ser chamado para outra entrevista caso eles avaliem que precisem de mais informações.

Entrevista presencial para o teste Life in the UK
Se você vai aplicar para o visto de residência permanente no Reino Unido, preste atenção. Além do teste Life in the UK, obrigatório para o processo, você também poderá ser solicitado a participar de uma entrevista e/ou refazer o teste para satisfazer as autoridades britânicas no que diz respeito ao conhecimento da língua inglesa e sobre a vida no Reino Unido.

Taxa para moradores ou solicitantes de visto de Brasília
Estrangeiros que querem aplicar para visto no Reino Unido a partir de Brasília devem pagar uma taxa adicional de R$ 242,00, equivalente a £59. Esse valor deve ser pago online junto com a taxa de aplicação do visto.

Visitantes em trânsito (Visitors in Transit)
A partir de 1º de dezembro, estrangeiros que precisam de visto para ingressar no Reino Unido precisarão também aplicar para o visto de visitante em trânsito se estiverem em território britânico apenas de passagem e caso tenham de transitar em zonas fora do aeroporto. Essa exigência se dá em casos em que uma pessoa chega em um aeroporto e deve ir embora por outro ou se precisar passar pelo controle de imigração britânico para pegar a bagagem para o voo de conexão. Nessas ocasiões, não será mais possível fazer isso apenas com um bilhete aéreo.

Tier 1 para Investidores (Tier 1 Investor)
Para os investidores, houve alterações no visto Tier 1:  o valor mínimo de 1 milhão de libras antes necessário agora é de 2 milhões de libras. A mudança está sendo feita para exigir que o investimento seja total em formas prescritas de investimentos (capital ou empréstimo em empresas ativas de comércio do Reino Unido, ou títulos do governo do Reino Unido), ao invés de 75% da quantia total como funciona atualmente.

Para investidores estrangeiros que já aplicaram para o Tier 1 (Investidor) antes dessa nova regra ser introduzida a eles não serão sujeitos a essas mudanças quando aplicarem para extensão do visto ou para residência permanente.

Tier 1 para Empreendedores (Tier 1 Entrepreneur)
Para a categoria de empreendedores, o Tier 1 também sofreu modificações. Para aplicações que forem feitas no Reino Unido, a nova exigência é que os fundos e recursos a serem investidos no negócio estejam em território britânico. A mudança também solicita que aplicantes para residência permanente mostrem que investiram todos os seus fundos, caso eles não tenham sido solicitados anteriormente em outra aplicação.

Visitantes (General Visitors)
Mudanças estão sendo feitas para que uma criança, o cônjuge ou o parceiro de um visitante acadêmico tenham a permissão de acompanhá-lo no Reino Unido como Visitante.

Visitantes de Negócios (Business Visitors)
O Reino Unido também possui uma ampla rotatividade de visitantes a negócio, o que é valido, desde que eles permaneçam recebendo salário e empregados no exterior.

Para nivelar essa questão, mudanças estão sendo feitas com o intuito de incluir maior variedade de atividades admitidas:

– Será permitido que cientistas e pesquisadores compartilhem conhecimento, experiência e assessoria em projetos internacionais liderados pelo Reino Unido, desde que o visitante não realize pesquisas que sejam lícitas somente com o visto Tier 5 (trabalho temporário) ou Tier 2 (trabalhado qualificado).

– Advogados estrangeiros que trabalham em escritórios de advocacia internacionais, sendo um no Reino Unido, possuem licença para prestar assessoria direta aos clientes no Reino Unido em litígio ou transações internacionais, desde que permaneçam assim como os anteriores, recebendo salário e empregados no exterior.

– Para os formandos em enfermagem no exterior serem admitidos como um visitante a negócios no Reino Unido, eles devem realizar o chamado OSCE (Exame Clínico Objetivo Estruturado) que é necessário para obtenção de qualquer trabalho no Reino Unido (Tier 2).

 Saiba mais sobre imigração britânica e também sobre os diferentes tipos de vistos para o Reino Unido.

Envie sua pergunta ou solicitação de orçamentos aos profissionais de Imigração em Londres preenchendo o formulário abaixo.

Minhas dicas foram úteis? Quer saber mais sobre Londres? Baixe gratuitamente o e-book “Como morar em Londres: 6 passos para o sucesso“.

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu Telefone

Assunto

Qual a sua Solicitação ou Dúvida?