Quem passou pela Trafalgar Square, em Londres, nos últimos dias pode ver a nova escultura do local. Um gigante dedo polegar apontando “positivo”. A obra é trabalho de David Shrigley. Batizada de “Fourth Plinth”, a escultura de uma mão tem o polegar dimensionado de forma exagerada, com sete metros de altura e feita de bronze.

Shrigley, de 48 anos, é candidato do prêmio Turner de arte contemporânea. Na opinião do artista, a escultura pode ajudar a fazer um mundo melhor, especialmente após o Reino Unido ter optado por deixar a União Europeia após referendo realizado no último mês de junho.

“É ridículo pensar que um trabalho pode melhorar a sociedade, a economia, clima … mas como um artista que você tem que acreditar que o seu trabalho pode influenciar positivamente o mundo”, afirmou.

A escultura foi selecionada a partir de um painel de propostas muito antes da votação do Brexit. Após o resultado do referendo (em oposição ao sentimento maioritária no capital), uma certa apreensão tomou conta de uma das maiores metrópoles do mundo. De acordo com uma das leituras da obra, no entanto, “tudo vai ficar bem”.

O artista é considerado um dos mais bem sucedidos jovens artistas do Reino Unido. Seu trabalho é descrito como contendo cinismo e humor negro.

No Twitter, a obra foi avaliada de diferentes maneiras. “Amei que pareça um pênis”, escreveu Phoebe Gardiner. “É realmente muito bom”, elogiou Sylvia Ross. “Uma pilha de porcaria”, opinou Generian. “Jesus, isso é considerado arte?”, protestou Kate Jamieson.

 

Com agências de notícias