Na última terça-feira (9/8), os britânicos souberam da morte súbita do Duque de Westminster, Gerald Cavendish Grosvenor, que ocupou o cargo privilegiado do Reino Unido nos últimos 37 anos. Depois de sua morte aos 64 anos, a sucessão ao cargo do terceiro homem mais rico do Reino Unido precisaria ter sequência.

A escolha? Hugh Richard Louis Grosvenor, seu filho de 25 anos. Ele herdou a posição e a fortuna do pai, estimada em mais de 10 bilhões de euros. Mas o que sabemos sobre o novo Duque de Westminster?

 

Duque de Westminster

Hugh ocupará o lugar do pai, o Duque Gerald Cavendish Grosvenor, que morreu aos 64 anos

 

Um despercebido agora em evidência

Até a morte de seu pai, a vida de Hugh passou relativamente despercebida da comunidade britânica. Sendo um dos solteirões mais cobiçados do Reino Unido, as ações de Hugh só tiveram certa proeminência depois da organização de seu 21.º aniversário. A festa, para cerca de 800 convidados, beirou o custo de seis milhões de euros. Mas isso seria impressionante para quem não vive no luxo; e não é o caso da família Grosvenor.

O que se sabe sobre a formação educacional do sétimo Duque de Westminster? Hugh estudou Gestão de Espaços Rurais na Universidade de Newcastle e hoje em dia trabalha como gestor de conta da Bio-bean, uma empresa de tecnologia sustentável que recicla grãos de café e transforma-os em poderosos biocombustíveis e bioquímicos.

 

A família e os gostos do novo Duque de Westminster

Hugh se tornou o terceiro homem mais rico do Reino Unido e o 68º do mundo. O novo membro do rol das celebridades britânicas é também o padrinho mais novo do príncipe George, a convite de William e Kate Middleton, em 2013. Ele tem duas irmãs mais velhas, Lady Tamara Grosvenor e Lady Edwina Grosvenor, e uma mais nova, que se chama Lady Viola Grosvenor. A sua mãe, Natália, Duquesa de Westminster, é madrinha do príncipe William.

O novo Duque de Westminster é amante de vinhos, e possui uma vasta coleção deles. Do que seu pai lhe deixou como herança, ele será o dono de propriedades em dois dos mais caros bairros de Londres, Mayfair e Belgravia, e uma casa de campo em Eaton Hall, Cheshire, que está na família desde o século XV.

Gostou dessa notícia? Quer saber mais sobre como viver em Londres? Baixe gratuitamente o e-book “Como morar em Londres: 6 passos para o sucesso”.