Martin Schulz, presidente do Parlamento Europeu, se pronunciou em Bruxelas após a votação para saída do Reino Unido da União Europeia. Schulz afirmou que vai agendar uma reunião com a chanceler alemã Angela Merkel para evitar uma “reação em cadeia” depois do voto dos britânicos.

O presidente salientou a necessidade de “estabilidade nestes tempos de turbulência, além da “necessidade de estabilidade para os dois lados”. Segundo ele, todas as decisões devem ser respeitadas, mas a atenção econômica deve ser redobrada. “Os países devem se proteger, especialmente os países da zona euro, do que já está acontecendo com a libra e com os mercados financeiros”, concluiu. 

A frase faz referência as ações dos principais bancos, que operavam em queda de quase 30% no início desta sexta-feira na Bolsa de Londres. O índice FTSE 100 iniciou a sessão do dia com recuo de 7,7%, e por volta das 9h40 a bolsa britânica operava em queda em torno de 4,4%.

Brexit

Em uma decisão histórica, 51.9% da população optou por deixar o bloco econômico. No total, 17.410.742 votaram pela saída do país do bloco, contra 16.141.241 que votaram pela permanência. Na capital Londres, no entanto, 60% votou pela permanência do país no bloco, contra 40%.

Leia também:

Reino Unido deixará UE.

David Cameron renuncia

As informações foram úteis? Quer saber mais sobre Londres? Baixe gratuitamente o e-book “Como morar em Londres: 6 passos para o sucesso“.