A Central line é a linha de metrô de Londres onde o passageiro corre mais riscos de ser roubado. É o que revela uma pesquisa da polícia de transporte. Os números apresentam os crimes cometidos durante todo o ano de 2015. No total foram 12.527 roubos, furtos, ataques, brigas, além outros crimes. Isso equivale a uma média de 34 por dia, sendo dois crimes sexuais.

No ano passado houve um total de 3.933 furtos, 91 roubos e 2.586 atos de violência relatados em toda a rede de transporte de Londres. A segunda linha mais perigosa foi a Piccadilly line, que abrange uma série de pontos turísticos da capital inglesa, como Piccadilly Circus, Covent Garden e Leicester Square.

De acordo com a polícia, o nível de criminalidade em algumas linhas é baixo se levado em consideração o volume passageiros que utilizam o serviço. “Muitas destas estações recebe um grande número de pessoas, por isso o número de crimes são sempre suscetíveis de ser maior do que em estações menores”, afirmou um porta-voz da polícia.

Confira a lista dos crimes que aconteceram no metrô entre primeiro de janeiro até 31 de dezembro de 2015

1. Central – 1,918
2. Piccadilly – 1,741
3. Northern – 1,527
4. Jubilee & Stratford Hub – 1,525
5. District – 1,292
6. Victoria – 1,255
7. Hammersmith & City & Circle – 1,102
8. Metropolitan – 767
9. Bakerloo – 757
10. DLR – 633
11. Waterloo & City – 10
Crimes sexuais (mesmo período):
1. Central – 198
2. Northern – 124
3. Jubilee & Stratford Hub – 103
4. Victoria – 96
5. Piccadilly – 82
6. District – 50
7. Metropolitan – 49
8. Hammersmith & City & Circle – 48
9. DLR – 35
10. Bakerloo – 27
11. Waterloo & City – 1