Se você deseja vir ao Reino Unido por mais de 6 meses para estudar inglês ou um outro curso que esteja abaixo do nível universitário e, principalmente, se existe a possibilidade de extensão da sua estadia uma vez que você esteja morando aqui, você deve aplicar para o visto Tier 4 –  “General Student Visa”. Antes que você aplique para esse tipo de visto, é importante saber que a partir do dia 21 de abril de 2011, esse visto não dá mais direito a trabalho remunerado. Antigamente, muitos se utilizavam deste visto para poder trabalhar e, assim, se manter no Reino Unido. Infelizmente isso não é mais possível. Qualquer tipo de trabalho remunerado com o visto de estudante Tier 4  –  “General Student Visa”, para cursos de inglês ou abaixo do nível universitário, está extremamente proibido no Reino Unido.

Vale lembrar que, para aqueles que receberam o mesmo visto antes do dia 21 de abril de 2011 e ainda estão com o mesmo válido, é permitido trabalhar por 10 horas semanais. Mesmo que você decida renovar o seu visto, você continua com direito de poder trabalhar com remuneração nas horas estipuladas pelo Home Office (Ministério do Interior).

O visto Tier 4 –  “General Student Visa” é baseado em um sistema de pontos (Point Based System – PBS). Para que você possa ter seu visto aprovado pelo Consulado Inglês do Rio de Janeiro, você deve satisfazer todas as exigências do Home Office (Ministério do Interior) e atingir um total de 40 pontos. Entenda como funciona:

Para cursos de inglês ou outros cursos abaixo do nível universitário:

30 pontos –  correspondem a sua matrícula na instituição de ensino no Reino Unido – esta deve ser licenciada pela UK Border Agency (Agência de Imigração). A escola deve disponibilizar para o aluno a Confirmation of Acceptance (CAS), algo como confirmação de aceitação, em tradução livre. A CAS deve ser apresentada na hora de solicitar o visto, pois funciona como um sistema que indica o processo no qual o estudante foi aceito pela escola, além de servir como referência para o futuro aluno. Para que você se torne elegível, você também precisará que o seu nível de inglês seja, no mínimo, do nível B1 (nível intermediário), comprovado por um certificado emitido por uma instituição reconhecida pelo British Council (Conselho Britânico). O curso escolhido deve ter carga horária mínima de 15 horas semanais.

10 pontos – Será definido, basicamente, pela sua conta bancária. Você deve provar ter meios financeiros suficientes para se manter no país durante toda a sua estadia no Reino Unido, sem ter que, para isso, trabalhar enquanto estiver por aqui. A quantidade de dinheiro que você deve ter disponível na sua conta do banco dependerá da duração e local do seu curso, porém esse dinheiro deve ter estado na sua conta por, pelo menos, 28 dias prévios à solicitação do visto. Veja abaixo como funciona:

Londres

£800 (libras) mensais, além do dinheiro necessário para pagar as despesas do curso. Por exemplo, se a duração do seu curso totaliza 9 meses, você deve ter na sua conta, no total, £7.200 (libras), algo em torno a R$19.440. Caso a duração do seu curso seja de um ano, você deve ter, no mínimo, as £7.200 (libras) correspondentes ao ano letivo.

Fora de Londres

£600 (libras) mensais, além do dinheiro necessário para pagar as despesas do curso. Por exemplo, se a duração do seu curso totaliza 9 meses, você deve ter na sua conta, no total, £5.400 (libras), algo em torno a R$14.580. Caso a duração do seu curso seja de um ano, você deve ter, no mínimo, as £5.400 (libras) correspondentes ao ano letivo.

É importante ressaltar que não é mais possível ser patrocinado pelos pais, familiares ou outrem para a solicitação deste visto. Você é quem deve assumir todos os gastos da sua viagem, incluindo as despesas do curso.

Clique Aqui, para mais informações de como obter o visto de estudante – “General Student Visa”.