Com a atual situação econômica e instabilidade política no Brasil, muitas pessoas pensam na possibilidade ir morar fora do país. E entre as melhores opções está a Inglaterra, por conta, especialmente, da alta qualidade de vida para seus moradores. Mas como viver por lá e conseguir empregos e trabalhos em Londres?

Eu acredito que trabalhar no Reino Unido exige muita paciência e força de vontade. Há uma grande oferta de empregos em Londres, geralmente de faxineiro, garçom, manicure, babá, distribuidor de revistas ou jornais, cozinheiro, atendente, motoboy, lavador de pratos ou operário de obras.

E como fazer se você acabou de chegar na capital? Pelo que eu vejo, a primeira coisa a se fazer é… não se apavorar! Primeiramente, para conseguir um emprego, você precisa de permissão para trabalhar, obtida com o visto de estudante, passaporte europeu ou work permit (tipo de visto para permissão de trabalho).

Apenas estudantes de ensino superior têm permissão para trabalhar apenas part-time (20 horas semanais), enquanto o portador de passaporte europeu ou work permit poderá trabalhar full-time, ou seja, tempo integral. Estudantes de curso de inglês não podem trabalhar.

Como conseguir empregos e trabalhos em Londres

O tipo de trabalho que você pode conseguir vai depender, principalmente, do seu nível de inglês e da capacidade de se comunicar com as pessoas. Evidentemente, quanto melhor for o seu domínio da língua inglesa, maiores as chances de você conseguir empregos melhores, incluindo a sua área de atuação.

Para mim, a melhor forma para conseguir empregos e trabalhos em Londres é se candidatar nas várias agências de empregos que existem por aqui. Entre as mais conhecidas estão a Hays, a Monster, que é uma das mais conhecidas no mundo, e o Jobserve.

Além dessas agências, sugiro também o CV Library, que é um dos sites britânicos mais famosos para esse fim. Nele, há milhares de ofertas de emprego que são postadas diariamente, nas mais variadas áreas.  Lembre-se também que, se houver interesse pelo seu currículo, o entrevistador poderá entrar em contato com você por telefone para te fazer algumas perguntas. Então, esteja com seu inglês afiado!

Mas, vale um alerta: pesquise bem antes de cadastrar seu currículo, pois existem agências que poderão cobrar dinheiro de você com promessas de emprego, tentando se aproveitar do desespero de pessoas que estão precisando muito de uma oportunidade. Lembre-se que essa prática é ilegal! Não caia nessa!

Uma outra alternativa que eu considero importante é ativar a sua rede de relacionamentos. Veja com colegas do seu curso de inglês ou fale com outros brasileiros que você tenha contato na cidade. Ou, ainda, converse com os seus colegas de casa. Pode ser que eles saibam de alguma vaga e possam te indicar!

Por ser uma cidade cosmopolita, Londres naturalmente atrai pessoas e multinacionais de todo o mundo. Com isso, a demanda por pessoas que falam outras línguas também aumenta. E não é raro que essas empresas necessitem de profissionais que sejam fluentes em português. Por isso, eu indico o  Top Language Jobs, uma agência que você pode pesquisar diretamente por empregos que necessitam de pessoas que falem a língua portuguesa.

O salário é calculado por hora, e o mínimo é de £7,20 em 2016. Para saber o valor atualizado clique aqui. Dependendo da empresa e do tipo de trabalho que você for designado a fazer, é possível receber a mais que isso.

Quem trabalha legalmente, registrado, ao receber o salário, terá que pagar impostos, que variam de 10 a 22%.

A seguir eu relaciono alguns dos trabalhos mais comuns em Londres e o valor do salário pago em média por cada um deles.

Trabalhos mais comuns para imigrantes na capital inglesa

Faxineiro (Cleaner)

Inglês básico é fundamental. Normalmente paga-se a hora (salário mínimo). Esse tipo de serviço normalmente começa bem cedo, antes mesmo dos escritórios abrirem. Quando o serviço é em escritórios grandes ou prédios inteiros, geralmente é executado em grupo. É feito de tudo nesse tipo de trabalho, desde aspirar o pó, limpar banheiros, recolher lixos, fazer compras para o estabelecimento, até cuidar da copa e preparar o café.

Lavador de pratos (Washing Up)

Inglês básico. Normalmente paga-se a hora (salário mínimo). O lavador de pratos geralmente é o primeiro a chegar e o último a sair. Às vezes conta com a ajuda de máquinas de lavar, outras, conta apenas com a força física mesmo para aguentar o trabalho.

Assistente de cozinha (Kitchen Porter)

Inglês básico. Normalmente paga-se a hora (salário mínimo). O kitchen porter trabalha na cozinha junto com o washing up tendo que preparar tudo e manter a cozinha sempre limpa e arrumada, limpando o chão e tudo o que for necessário. Deverá também guardar os pratos, panelas e acessórios nos lugares devidos e, caso precise, ajudar também o washing up a lavar os pratos.

Distribuidor de revistas, jornais e folhetos

Inglês básico. Normalmente paga-se a hora (salário mínimo). Nesse serviço você distribuirá folhetos, jornais e revistas em estações de metrô ou locais de grande movimentação da cidade. Geralmente são apenas duas ou três horas por dia de trabalho, mas é necessário estar de pé bem cedo, pois o normal é iniciar a distribuição às seis horas da manhã.

Garçom ou garçonete

Necessita bom nível de inglês. Normalmente paga-se a hora. O inglês é necessário nesse caso para dialogar com o cliente, caso ele te peça uma sugestão de prato ou drink. Precisa entender os pedidos e conhecer o menu. O candidato a garçom ou garçonete poderá trabalhar em eventos silver-service (servindo as pessoas direto na mesa) ou trabalhar em buffet.

Operário de obra

Inglês básico ou elementar. Normalmente paga-se a hora. Esse serviço requer um pouco do conhecimento do idioma, já que você estará trabalhando com ferramentas tendo que seguir ordens dos encarregados da obra. Apesar da maioria das tarefas ser realizada com ajuda de máquinas, o operário de obra na Inglaterra sofre no inverno, tendo que trabalhar ao ar livre nos dias de frio.

Arrumadeira de quarto

O inglês básico é fundamental. Normalmente paga-se a hora (salário mínimo). Em alguns lugares, é pago por quarto arrumado e não por hora. A arrumadeira deverá ter boa comunicação para entender pedidos dos gerentes e os números dos quartos a serem limpos.

Auxiliar de cozinheiro

Bom nível de inglês é necessário. Normalmente paga-se a hora. O assistente de cozinheiro trabalha ao lado do chef o tempo todo, ajudando-o a preparar os pratos, picar os alimentos e fazer o que for necessário na cozinha, incluindo o serviço pesado. Se você for contratado por uma agência, poderá trabalhar em vários locais, dependendo da necessidade dos restaurantes.

Empregos temporários

Há também agências que podem te oferecer a oportunidade de trabalhar em empregos temporários e por algumas horas, como é o caso da Berkeley Scott. Lá, é possível conseguir trabalhos rapidamente em festas, eventos, congressos, feiras e nos mais diversos tipos de atividades. Acredito que esse site possa te ajudar na hora de algum aperto.

Minhas dicas foram úteis? Quer saber mais sobre Londres? Baixe gratuitamente o e-book “Como morar em Londres: 6 passos para o sucesso“.