Intercâmbio em Londres

Para que o seu projeto de fazer um intercâmbio em Londres seja um sucesso, você precisa começar a se organizar com antecedência, e o planejamento dos gastos é parte fundamental da organização da viagem. Londres não é um destino barato, principalmente com o preço da libra lá nas alturas, mas a experiência valerá cada pound que você gastar.

Se você já conta com uma boa reserva de dinheiro para investir no seu projeto, agora é a hora de saber se seus recursos serão suficientes para cobrir seus gastos, ou se será mais prudente adiar o sonho por algum tempo até estar mais bem preparado financeiramente. Dependendo do orçamento disponível, você também poderá adaptar seus planos, reduzindo o tempo do intercâmbio ou optando por outra escola ou acomodação mais econômica. Assim, você poderá viajar tranquilamente e curtir o seu intercâmbio em Londres sem passar apertos.

Meu post de hoje vai te ajudar a planejar seus gastos para saber se seu intercâmbio em Londres cabe no orçamento.

lvc_baixa

Custo de vida em Londres

A parte das despesas que envolvem moradia, alimentação, transporte, lazer e compras é a mais variável do orçamento. Tudo vai depender do estilo de vida que você adotará em Londres. Há quem se contente com um sanduíche na cantina da escola, há quem prefira fazer compras em supermercado e cozinhar em casa, há quem não abra mão de frequentar bons restaurantes. Da mesma forma, as acomodações variam desde quartos em residência estudantil, passando por vagas em casas de família, hostels e até os bons hotéis para quem busca mais privacidade.

Então, se você quer saber quanto vai gastar durante seu intercâmbio em Londres, a primeira resposta será: depende! Claro que é possível ter uma ideia dos custos básicos, então o melhor é confiar nas informações do governo inglês. Para obter o visto de estudante, o UK Home Office exige comprovação de recursos mínimos de 1.265 libras esterlinas por mês de permanência no país, fora escola e passagens aéreas. Arredondando para cima, 320 libras por semana. Em 22 de novembro de 2015, o valor de uma libra esterlina equivalia a R$ 5,62.

Assim, você já tem uma ideia mais clara do que vai gastar por aqui, mas, como já dissemos acima, esse valor varia para menos ou para mais, de acordo com o seu estilo de vida. Abaixo, vamos fornecer alguns exemplos dos gastos que você terá:

Acomodação em Londres

Para temporadas acima de 3 meses, alugar um quarto em casas compartilhadas é a opção mais econômica. Dependendo da zona escolhida, quartos individuais estão na faixa de 120 a 160 libras por semana. Em Londres, é muito comum dividir o quarto com outros estudantes, para pagar menos. Você encontra quartos compartilhados na faixa de 70 a 100 libras por semana. Normalmente, as contas estão incluídas e as casas são bem equipadas, inclusive com aquecimento e wi-fi.

Alimentação em Londres

Prepare-se para gastar em média 50 libras por semana com compras no supermercado, incluindo produtos de higiene e de lavanderia. Esse valor pode variar para bem menos dependendo das necessidades da semana, claro. As redes de supermercados com preços mais econômicos são Lidl, Asda, Tesco e Iceland (esta última, para pratos congelados). Em restaurantes mais modestos, você pode fazer uma refeição completa por 10 libras, ou até por menos nos chineses de Chinatown. Em restaurantes melhores, é possível comer gastando em média 20 libras. Experimente também o delicioso fish & chips, uma grande posta de peixe com batatas fritas, que sai em torno de 8 libras e vale por uma refeição. Na faixa de 5 a 8 libras, você encontra a batatona assada e recheada que se chama jacket potato, outra delícia inglesa.

Transporte em Londres

Preços de passes para transporte público, os travelcards, também variam de acordo com a zona. Quanto mais distante do centro você morar, mais baratas as acomodações, mas o preço do transporte será mais alto. Um travelcard com direito a viagens ilimitadas durante uma semana sai por 32,10 libras para as zonas 1 e 2, ou 58,60 até a zona 6.

Celular em Londres

Para ter um celular (ou mobile, como dizem em Londres) pré-pago (ou pay-as-you-go), você vai gastar de 10 a 15 libras por semana ou menos. Você encontra wi-fi de graça em vários locais da cidade. Use o Skype ou Whatsapp para falar com a família, para economizar mais ainda.

Como você vê, é perfeitamente possível manter seus gastos dentro da faixa de 320 libras semanais sugeridas pelo UK Home Office.

Custos da viagem aérea

Quanto maior a antecedência da compra, menor será o preço das passagens aéreas, que variam também de acordo com a temporada. As companhias aéreas costumam fazer promoções na baixa temporada, normalmente por volta de março e abril, e depois em outubro e novembro. Abaixo, você encontra alguns exemplos de como os preços variam:

  • TAM = ida dia 14 de janeiro e volta dia 14 de abril de 2016, R$ 2.000,00 sem taxas, voo direto de São Paulo a Londres.
  • BRITISH AIRWAYS = ida 21 de junho e volta dia 20 de setembro 2016, R$ 3.516,00 sem taxas, voo direto de São Paulo a Londres.

A maioria das companhias aéreas parcelam as passagens em até 6 vezes sem juros.

Custos de escolas em Londres

A cidade oferece uma variedade imensa de cursos de todos os tipos, desde os universitários até os cursos de idiomas e os combinados, então os custos com a escola também vão depender do que você for estudar. Para ter uma ideia, veja os exemplos:

Cursos de graduação na conceituada UCL – University College London, que fica no coração de Londres (preços de 2015)

  • Graduação na área de artes, ciências sociais e humanas, matemática e direito = 15.660 libras por ano;
  • Cursos de engenharia e arquitetura = 20.700 libras por ano;
  • Cursos de medicina = 30.800 libras por ano.

Os preços são altos, mas saiba que um curso de graduação no Reino Unido dura, normalmente, 3 anos, e não 4 ou 5 anos como no Brasil.

Já os preços para cursos de inglês variam de 120 a 220 libras por semana, em uma boa escola de idiomas. Você pode optar por quantas semanas quiser e pode começar em qualquer segunda-feira. A maioria das escolas oferece descontos para quem quiser estudar à tarde. Procure sempre uma escola reconhecida pelo governo britânico e desconfie das muito baratas, para não perder tempo e dinheiro.

Concluindo, agora que você já tem uma boa ideia dos gastos de um intercâmbio em Londres, poderá calcular o orçamento necessário para o seu projeto. Ao chegar na Inglaterra, não deixe de manter uma planilha para anotar todos os seus gastos e evitar estourar o orçamento. No mais, é só aproveitar cada minuto de seu intercâmbio mergulhado na cultura londrina.

Aproveite para

Powered byTypeform